Notícias

Autoeuropa prolonga produção reduzida por duas semanas

Estava previsto que a montagem de automóveis passasse a contar com três turnos diários a partir de segunda-feira, dia 11.

A Autoeuropa vai prolongar a produção reduzida de automóveis por mais duas semanas. Apenas haverá dois turnos de laboração na fábrica de Palmela do grupo Volkswagen até 22 de maio devido à baixa procura de veículos, adiantou a comissão de trabalhadores da empresa ao Dinheiro Vivo. Estava previsto que a montagem de automóveis passasse a contar com três turnos diários a partir de segunda-feira, dia 11.

“Os níveis de procura ainda não estão assim tão altos para justificar um aumento da produção”, explica o coordenador da comissão de trabalhadores da Autoeuropa, Fausto Dionísio. Os efeitos do coronavírus continuam a fazer efeito na procura por automóveis dos consumidores europeus. Contactada pelo Dinheiro Vivo, fonte oficial da empresa não prestou comentários.

A unidade do grupo Volkswagen foi a primeira das quatro fábricas de automóveis a retomar a laboração, no dia 28 de abril, depois de um dia de sensibilização para as medidas de proteção no interior da linha de montagem.

O prolongamento da produção reduzida deverá implicar um alargamento do lay-off na Autoeuropa. É que com dois turnos de laboração, há 2300 operários a trabalhar numa semana, sendo substituídos por outros 2300 trabalhadores na semana seguinte. Os operários em casa, apesar de estarem em lay-off, recebem o salário por completo. “Nada impede que assim continue”, na perspetiva do representante dos trabalhadores.

Devido às medidas de proteção, a produção por turno é de 300 unidades: todas as operações de manuseamento são feitas com luvas e é servida uma refeição no posto de trabalho.

A segunda etapa do regresso da Autoeuropa será cumprida a partir de 25 de maio, com três turnos de trabalho nos dias úteis. Só em meados de junho – com três turnos de trabalho nos dias úteis e dois turnos no sábado e no domingo – é que a fábrica se conseguirá aproximar da produção de 890 carros por dia, sobretudo do SUV T-Roc mas também dos veículos familiares Volkswagen Sharan e Seat Alhambra.

Esta semana ficou marcada pelo regresso à laboração das restantes fábricas de automóveis em Portugal: segunda, foi a fábrica de mini-camiões da Mitsubishi Fuso, no Tramagal; terça, a vez da fábrica de autocarros CaetanoBus, do grupo Salvador Caetano; na quarta, foi reaberta a fábrica da PSA em Mangualde.

Fonte: Dinheiro Vivo

Tags
Mostrar Mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close