Eventos

Exportações de componentes automóveis com recorde de 1900 ME antes da pandemia

As exportações de componentes automóveis aumentaram 9,5% nos dois primeiros meses deste ano, face a igual período de 2019.

As exportações de componentes automóveis aumentaram 9,5% nos dois primeiros meses deste ano, face a igual período de 2019, atingindo um recorde de 1.900 milhões de euros, disse a Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel (AFIA).

Os cálculos da associação, com base nos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados, apresentam um “recorde absoluto”, com as exportações a atingirem perto de 1.900 milhões de euros.

O crescimento face ao ano de 2010, que teve o valor de 818 milhões de euros, é assim de 126,6%, acrescenta ainda.

A associação realça que os números das exportações de componentes automóveis de fevereiro ainda não refletem o impacto da pandemia covid-19.

“Só em meados de março é que as empresas sentiram o abrandamento geral da atividade, como o encerramento temporário das fábricas de automóveis e consequente cancelamento de encomendas”, assinala a associação no comunicado.

“As exportações de componentes automóveis crescem quase quatro vezes mais do que a restante indústria transformadora”, lê-se ainda no documento.

A AFIA destaca que “por cada 100 euros que Portugal exporte de bens, 18,40 euros referem-se a componentes automóveis”.

Os dados recolhidos referem ainda que 1.500 milhões de euros em exportações são feitas dentro da União Europeia, sendo o valor restante, 326 milhões, fora da UE.

Em termos de países destino das exportações, Espanha ocupa a primeira posição, com vendas de 559 milhões de euros, o que representa um crescimento de 22% face os dois primeiros meses de 2019, seguida da Alemanha, com 356 milhões de euros (mais 2,9%), e em terceiro lugar surge a França, com um registo de 249 milhões de euros (decréscimo de 0,5%).

A AFIA é a associação portuguesa que congrega e representa, nacional e internacionalmente, os fornecedores de componentes para a indústria automóvel.

Esta indústria agrega 240 empresas com sede ou laboração em Portugal, com um volume de emprego direto na ordem das 59.000 pessoas e faturação de 12 mil milhões de euros por ano, com uma quota de exportação superior a 80%.

Em termos de importância na economia portuguesa, representa 6% do Produto Interno Bruto (PIB), 8% do emprego da indústria transformadora e 16% das exportações nacionais de bens transacionáveis.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 89 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 409 mortes, mais 29 do que na véspera (+7,6%), e 13.956 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 815 em relação a quarta-feira (+6,2%).

Fonte: Dinheiro Vivo

Tags
Mostrar Mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close