Notícias

Indústria automóvel britânica quer voltar a laborar a 18 de Maio

Numa altura em que o Reino Unido tenta ainda conter a pandemia de coronavírus, os construtores automóveis britânicos definiram já uma data para retomar a produção nas suas fábricas. Sendo que, a Aston Martin, promete recomeçar ainda antes disso!

Com o sector automóvel continental a dar igualmente mostras de querer voltar à laboração – a Volkswagen, por exemplo, já retomou a atividade nas suas fábricas alemãs -, também o maior construtor automóvel britânico, a Jaguar Land Rover, assumiu já ter planos para regressar progressivamente à produção, a partir do próximo dia 18 de maio.

Segundo os seus responsáveis, o retomar da produção deverá começar pela unidade fabril de Solihull, no Reino Unido, a que se seguirá a fábrica de Nitra, na Eslováquia.

Mais ou menos ao mesmo tempo, a fábrica da Magna Steyr, em Graz, Áustria, deverá igualmente retomar a atividade, produzindo, tanto o E-Pace, como o elétrico I-Pace.

O Jaguar I-Pace, na linha de produção da Magna Steyr
O Jaguar I-Pace, na linha de produção da Magna Steyr

“À medida que os países começarem a reduzir as distâncias de afastamento social e os concessionários começam a reabrir portas, um pouco por todo o mundo, também as nossas outras fábricas verão confirmada, em tempo devido, o recomeço da produção”, afirma, em comunicado, a Jaguar Land Rover. Isto, ao mesmo tempo que assegura que já começa a ver alguma retoma na venda de veículos, nomeadamente, na China, onde já existem clientes a dirigir-se aos concessionários.

De resto, importa recordar que a fábrica da Jaguar Land Rover em Changshu, já se encontra a laborar, desde meados de fevereiro.

No entanto e apesar deste optimismo, o maior dos construtores automóveis britânicos também garante que não deixará de adoptar “rígidas regras de distanciamento social”, além de outras medidas, de forma a garantir a saúde e segurança dos seus trabalhadores, também nas linhas de produção.

A linha de produção na fábrica de Solihull

Aston Martin arranca antes

Quanto à Aston Martin, o construtor britânico de automóveis de luxo anunciou, já na passada quinta-feita, que pretende retomar a produção na sua nova fábrica de St. Athan, an Gales do Sul, já a partir do próximo dia 5 de maio. Ao passo que a histórica unidade de produção de Gaydon, deverá reiniciar atividade logo a seguir.

Ainda segundo a marca, a maioria dos seus trabalhadores estão, neste momento, de licença, sendo que, aqueles que continuarem em lay off após o dia 1 de maio, continuarão a receber até 80% do seu salário-base.

O novo DBX, na linha de produção de St. Athan
O novo DBX, na linha de produção de St. Athan

Segundo a agência noticiosa Reuters, a Aston Martin já havia anunciado cortes entre 5 e 35%, nos vencimentos da sua equipa de gestão e liderança. Medida que não deixa de fora, sequer, o novo homem-forte e dono da equipa de F1, Lawrence Stroll, o qual irá receber um salário nominal de 1 libra esterlina, qualquer coisa como 1,1 euros, ao ano.

Fonte: Turbo

Tags
Mostrar Mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Notícias

Close
Back to top button
Close
Close