Notícias

Kia está a preparar um carro elétrico no segmento do Picanto

A União Europeia está a preparar um conjunto de exigências às fabricantes de automóveis que as obrigarão a baixar drasticamente as emissões de dióxido de carbono (CO₂). Nesse sentido, a Kia está a preparar um carro elétrico no segmento do Picanto.

O segmento A, muito relevante em ambientes citadinos, pode ser assim o segredo da fabricante sul-coreana para cumprir com as mais recente normas europeias.

A Kia tem sido, juntamente com a irmã Hyundai, uma das fabricantes cuja imagem junto dos condutores tem melhorado bastante. O nível de exigências do mercado europeu é elevado e estas marcas têm conseguido criar veículos com a qualidade suficiente.

Não obstante disso, existem outras exigências provenientes da União Europeia… E uma das mais polémicas é a limitação das emissões de CO₂ nos carros produzidos já a partir do próximo ano. Tal está a levar a que as fabricantes efetuem mudanças nas suas gamas, sendo que a Kia já tem um plano!

Em entrevista ao Automotive News Europe, Emilio Herrera – COO da Kia na Europa – deu a conhecer as ambições da sua empresa para lidar com os mais recentes desafios colocados pelos reguladores.

Kia prepara-se para investir num carro elétrico no segmento do Picanto

O Kia Picanto é um pequeno carro citadino e um dos mais vendidos pela fabricante sul-coreana. No entanto, está inserido num segmento muito competitivo! Mesmo assim, dados os seus argumentos nesta categoria de veículos, Emilio Herrera afirmou que a Kia está a preparar um um carro elétrico no segmento A.

Não temos escolha. Teremos que fazer isso. Os segmentos A e B são muito importantes na Europa. Na Itália, esses segmentos respondem a 50% do mercado. Teremos que ter um carro do segmento A que seja elétrico. O nosso objetivo é ter um carro elétrico em quase todos os principais segmentos em que competimos.

| Emilio Herrera, COO da Kia na Europa

Ao longo da entrevista, o executivo deu a conhecer ainda mais pormenores sobre este veículo. É esperado que chegue ao mercado dentro de um ou dois anos, numa plataforma concebida especialmente para si. Deste modo, a eficiência e otimização dos carros elétricos é levada ainda mais além do que ao usar a plataforma atual que equipa o Kia Picanto e Hyundai i10.

Relativamente ao preço, este dependerá bastante dos apoios dados pelos governos. Emilio Herrera acredita que esses bónus irão acabar em breve e que poderão afetar drasticamente o custo dos carros elétricos. Não obstante, afirmou que 16.000€ a 17.000€ seria um custo interessante e razoável para o veículo em questão!

Fonte: pplware

Tags
Mostrar Mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Notícias

Close
Back to top button
Close
Close